Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3

Não só de medalhas e vitórias se constrói um atleta, o esporte é de grande importância para ensinar o valor da inclusão na vida de jovens e adolescentes.

Foi com essa mensagem que a primeira luta do dia foi realiza entre o atleta com deficiência física Jonas Eduardo, 11, e o seu professor Carlos Roberto, 33, do Programa de karatê Bushi No Te (BSNT). A deficiência nas pernas não o impediu de fazer os movimentos do kata com seu mestre, foi essa a mensagem transmitida aos telespectadores. Para o professor Carlos foi emocionante participar do momento com o aprendiz, “Sem palavras, o Jonas é uma das minhas forças, vejo nele o esforço, a motivação para aprender com ele. Muitas pessoas colocam dificuldades em suas vidas, ele não, ele (Jonas) se adapta.”

O coordenador do BSNT do IBLF, Romilson Mariano, 41, comenta que “O intuito do projeto e da competição é mostrar que existem limites, e não limitações, trabalhar o esporte como meio de inclusão dos jovens. Quando você oferece oportunidade a esses jovens as coisas acontecem, todo o esforço de reunir organizações, escola, e atletas vale a pena”. A copa reuniu cerca de 512 atletas, e contou com premiações em medalhas, e equipamentos de karatê para quem subisse ao pódio. O  BSNT sagrou-se tetra campeão da competição com 28 medalhas de ouro, 19 de prata, e 27 de bronze. A segunda colocada foi a equipe Kiai com 12 de ouro, 7 de prata, e 9 de bronze. A terceira ficou com o Projeto Edukar com 10 medalhas de ouro, 02 de prata, e 06 de bronze.

Para  a professora e presidente do Projeto Edukar Rosangela Castelo, 53, a copa realizada pelo IBLF sempre traz uma energia positiva, além de ser bem organizada. Esse ano, 21 caratecas participaram do certame pelo Edukar. Além de aulas, o projeto disponibiliza no YouTube vídeos com ensinamento no esporte.

Agradecemos a todos os parceiros, voluntariados e equipes de karatê pela confiança e apoio na realização da IV Copa de karatê Bushi No Te.  A competição a cada ano reúne um número maior de participantes, mantendo sempre a mensagem de integração com outras escolas de karatê e da inclusão através do esporte.