Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3

Nosso Instituto visa criar oportunidades para crianças e adolescentes que habitam em áreas de alta vulnerabilidade em Fortaleza, comunidades com altos índices de violência, bem como baixíssima renda. Através de duas diferentes linguagens que unem razão e sentimento, a música e o karatê, sensibilizamos os corpos e as mentes dos nossos educandos e educandas, impulsionando-os a pensar criticamente e a interferir no mundo em que vivem, transformando suas próprias perspectivas e projetando outras possíveis para si mesmos e para o coletivo, formando cidadãos conscientes, responsáveis, autônomos e protagonistas de suas próprias vidas.

Em 2016, o Instituto Beatriz e Lauro Fiuza – IBLF reafirmou seu compromisso de contribuir para o desenvolvimento de crianças e adolescentes em zonas de alta vulnerabilidade social de Fortaleza, promovendo a música, o karatê e o desenvolvimento humano como ferramentas mobilizadoras para mudanças socioculturais. Ao todo, foram atendidos 600 alunos com idades entre 4 e 20 anos. Todas as ações foram realizadas de forma gratuita para o público.

Os programas do Instituto são realizados em três bairros de Fortaleza, atendendo 400 alunos através do Programa de Música Jacques Klein e 200 no Programa de Karatê Bushi No Te. Todos os alunos e suas respectivas famílias são acompanhados pela equipe interdisciplinar do Programa Envolver de Desenvolvimento Humano, formada por profissionais e estudantes de pedagogia, psicologia, serviço social e educação especial, com o objetivo de auxiliá-los a transpor as barreiras ligadas à desigualdade social, transformando suas realidades.

Onde estamos

O IBLF possui uma estrutura descentralizada na cidade de Fortaleza. A Sede do IBLF está localizada no Conjunto Jardim União II, Passaré, bairro constituído por várias comunidades. De acordo com o Censo do IBGE (2010), o IDH do bairro é 0,423 e a renda média da população é de R$ 619,47.

O segundo núcleo de ensino do IBLF funciona dentro da Casa José de Alencar, uma instituição cultural mantida pela Universidade Federal do Ceará e tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em 1964. Através desta parceria com a UFC, o IBLF atende crianças e adolescentes de comunidades do entorno, onde o IDH é de 0,376 e a renda média da população é de R$ 488,71.

O IBLF atua também no bairro Henrique Jorge, em parceria com a Fundação Carlos Pinheiro, instituição que realiza um trabalho de assistência social a crianças e adolescentes há 13 anos. Os índices deste bairro são ainda mais preocupantes: IDH de 0,348 e renda média de R$ 349, 74.

Missão:
Contribuir para que crianças e adolescentes construam novas perspectivas de futuro através da música, do karatê, da cidadania, da cultura e da educação.

Visão:
Ser referência na criação de tecnologias para a transformação social, potencializando o desenvolvimento humano integral.

Valores:
Esperança, Respeito, Compromisso e Afetividade

Parâmetros do Índice de Desenvolvimento Humano
Baixo – 0,500

Médio – 0,500 a 0,800
Alto – acima de 0,800
* Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (www.ipea.gov.br)